Antes os faróis eram construídos para guiar os marinheiros, hoje as construções atraem cada vez mais turistas

Construídos para auxiliar os marinheiros durante as grandes navegações, os faróis são construções altas e arredondas feitos em locais estratégicos e importantes das rotas marítimas. Seu formato faz com que o impacto do vento seja amenizado e sua localização indica aproximação com a terra, costa, portos ou pontos perigosos, como bancos de areia, corais e etc. O primeiro farol registrado foi o Farol de Alexandria, datado de 280 a.C.

 

Para serem vistos a longa distância os faróis contam com um potente feixe de luz, que era a referência dos marinhos. Essa luz, antigamente, era composta por fogo ou por lâmpadas a óleo, depois a gás, e era necessário um responsável para garantir a luz constante. Hoje, as luzes são lâmpadas potentes e os faróis contam com espelhos refletores, garantindo que seja visto de uma distância ainda maior.

 

Os faróis não são mais necessários para a navegação devido à tecnologia e criação de outros meios. Contudo, eles se tornaram pontos turísticos relevantes. Seu isolamento e beleza atraem cada vez mais pessoas, inclusive românticos.

 

Confira abaixo 6 faróis ao redor mundo

 

Rubjerg Knude Fyr, Dinamarca

farol

Construído em 1899, o farol Rubjerg Knude Fyr está localizado no alto de uma colina, aproximadamente 60 metros sobre o nível do mar, e está sendo coberto por dunas de areia gradualmente. O farol se tornou um museu em 2002, quando as construções ao seu redor foram completamente cobertas pelas dunas. Estima-se que entre 15 e 20 anos o farol esteja totalmente subterrado

 

Farol Tourlitis, Andros, Grécia

farol de noticias

Localizado em frente ao porto de Chora, na ilha de Andros, na Grécia, o pequeno farol foi construído em 1990 e é uma réplica do original. A reconstrução foi feita por um magnata do petróleo residente da ilha em homenagem à filha falecida. O pitoresco farol foi construído em cima de uma rocha, na qual foi esculpida a escada que leva até sua porta.

 

Farol de Fanad Head,Donegal, Irlanda

o farol

Ainda em funcionamento, o Farol de Fanad Head ilumina o litoral do Condado de Donegal toda noite. O farol está localizado em uma rocha que emerge do mar e foi construído em 1817. Ao seu redor, no local que era reservado ao zelador, foi montado três apartamentos e próximo ao farol há vilas de pescadores que tornam o local ainda mais charmoso. O local é cheio de histórias, uma delas é que o capitão de um navio, que naufragou ali antes do farol ser construído, aparece nas noites de tempestades.

 

Farol de Pigeon Point, Califórnia, EUA

casa dos farois

O maior farol da costa oeste dos EUA, com 35 metros de altura, foi construído em 1871. O Pigeon Point Lighthouse se tornou um ponto turístico do vilarejo de Pescadero, Califórnia. Um ponto interessante é que o farol conta com quatro casas que funcionam como um albergue para até 50 pessoas, que se dividem em quartos com beliche, feminino e masculino, ou quartos fechados para famílias, mas a cozinha, banheiro e sala de estar são compartilhados.

 

O Farol de Cape Byron, New South Wales, Austrália

ilha do farol

Com 22 metros de altura, o Farol de Cape Byron, em Byron Bay, New South Wales, Austrália, compõe o visual das praias da cidade. Localizado sob uma rocha, é possível chegar no farol por meio de uma trilha com a fauna e flora local, que é bem sinalizada, tronando seu acesso ainda mais fácil e divertido. O farol ainda está ativo e garante uma ótima vista da cidade, além disso, é possível ver golfinhos e baleias. Quando visitar, leve um binóculo.

 

Farol Dondra Head – Sri Lanka

vila do farol

Rodeado por palmeiras e água em tons de azuis profundos. É assim que o Farol Dondra Head se encontra, ao sul do Sri Lanka. Sua cor, branco, compõe o cenário que parece tirado de um álbum de fotografia. Construído em 1889, o farol está localizado próximo as ruinas dos templos Hindus de Dronda.