Todos os turistas que viajarão para os EUA a partir do dia 19 de julho tiveram uma pequena surpresa durante a imigração: uma inspeção extra em seus aparelhos eletrônicos.

Está pensando em viajar para os Estados Unidos? Confira as novas mudanças na imigração. A medida, segundo o G1, é uma exigência colocada pelo governo americano com o objetivo de descobrir se o passageiro está com algum vestígio de explosivos pelo corpo ou em seus pertences.

Como funciona na prática

O esquema é o seguinte: todas as companhias aéreas que fazem a conexão Brasil-EUA devem colocar em prática essa nova regra. Eles enviam uma lista com os nomes dos passageiros de cada voo para o governo americano, que devolve com uma outra, na qual informa quais pessoas devem passar pela vistoria.

Até agora, por voo, cerca de 20 a 25 passageiros foram revistados desse modo. Eles são levados para uma salinha privativa e lá, um equipamento de raio-X faz todo o serviço. O procedimento leva em torno de 2 minutos para ser executado.

A dica do chefe de delegacia da Polícia Federal é: carregue todos os seus objetos eletrônicos na bagagem de mão. Até porque sua mala despachada também será revistada.

E fique atento: os que se recusarem a passar pelo procedimento não serão autorizados a embarcar!