Veneza, Sitges, Binche, Rijeka ou Colónia, escolha um destino para aproveitar o Carnaval de forma totalmente diferente

O Carnaval é uma excelente oportunidade para aproveitar um tempo com a família, amigos e conhecer pessoas novas, além de se divertir e, claro, sambar, dançar e cantar com as músicas típicas da data.

 

Para quem deseja sair do Brasil e conhecer um pouco da tradição em outro país, a Europa oferece diferentes maneiras de curtir essa festa tão popular no mundo inteiro.

 

Confira:

 

Veneza – Itália

europa

O Carnaval de Veneza acontece entre os dias 11 e 28 de fevereiro e, como é de costume em todo o mundo,as ruas ficam cheia de foliões, nesse caso não são as ruas, mas sim as beiradas dos canais que cortam Veneza que ficam repletas de gente, também fantasiadas, ao observarem os desfiles – no lugar de carros, aqui os barcos que são alegóricos.

Uma vez lá,  é possível encontrar lojas e barracas vendendo roupas e máscaras de Carnaval, feitas com diferentes materiais. A mais conhecida delas é a de porcelana e nesse material são feitas as mais belas e tradicionais máscaras de Veneza, com uma dessa, qualquer visitante pode se sentir um nativo.

 

O principal local de encontro é a Piazza San Marco, onde há grupos de atores e comediantes que ficam encarregados de animar os dois desfiles diários para o Concurso “La Maschera piú bela” – uma disputa para escolher as fantasias mais bonitas. Durante esse evento também há apresentações de teatro de rua, dança e música.

 

Confira os eventos mais importantes que acontecem durante o Carnaval de Veneza:

 

Volo dell’Angelo (Voo do anjo)

 

Esse evento é a abertura oficial da comemoração. Tudo começa com uma colombina (geralmente interpretada pela “Maria” escolhida no Carnaval anterior) que desce “voando” o Campanile di San Marco, em direção ao pátio do Palazzo Ducale. Ela carrega um cetro – que será entregue ao Doge (como era chamado o dirigente máximo da República de Veneza). Para quem deseja assistir ao espetáculo de um lugar privilegiado, é possível comprar ingressos aqui.

 

Premiazione dela Maria (premiação da Maria)

 

Caracterizado pela “coroação da rainha do Carnaval” de Veneza, o evento acontece após uma seleção, onde 12 mulheres, entre 18 e 26 anos, participam do desfile das Marias.

 

As moças representam o sequestro e liberação de 12 mulheres prometidas como esposa do Doge, Pietro Candiano III, em 1039.

Corteo Acqueo (desfile na água)

 

No domingo, 12 de fevereiro, acontece o desfile de barcos que atravessa o Canal Grande com destino ao Rio de Cannareggio.

 

Quando os barcos chegam ao ponto final do trajeto, se abrem os stands eno-gastronômicos, oferecendo ao público comidas típicas de Veneza como, por exemplo, o “cicheti” e doces da tradição de Carnaval como o “galani” e “le fritole”. Uma oportunidade para quem quer experimentar pratos diferentes!

 

O Carnaval é uma das festas mais importantes de Veneza, por isso, programe-se bem antes de embarcar nessa aventura. Reserve hospedagem, veja a programação para não perder nada e divirta-se!

 

Sitges – Espanha

carnaval

Sitges foi considerada uma das cidades mais carnavalescas da Espanha, segundo a pesquisa realizada pelo “El País”, em 2015, além de ser uma das festas mais divertidas do mundo. Durante uma semana, a pequena cidade ao lado de Barcelona, vive uma verdadeira festa ao ar livre.

 

Tudo começa com a chegada do rei do Carnaval e os desfiles noturnos, onde os foliões prolongam a comemoração até o enterro da sardinha.

 

Como Sitges é uma cidade com praia, as comemorações da data acontecem nas ruas e junto ao mar, onde as pessoas se reúnem para beber e dançar.

 

Binche – Bélgica

europa

Localizada a pouco mais de uma hora de Bruxelas, a vila de Binche preserva a herança do século XIV ao comemorar o Carnaval – considerada como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

 

Lá, os foliões se divertem com eventos musicais, desfiles nas ruas e, claro, muita dança!

 

Além das tradicionais máscaras de Carnaval, a festa também conta com a figura do Gilles – são aproximadamente mil pessoas que participam, todos homens e com idades a partir de 3 anos.

 

Na parte da manhã, as pessoas usam máscaras de cera. Já na parte da tarde, elas são retiradas e alguns foliões usam grandes chapéus com plumas brancas.

 

Uma das tradições da cidade é um tanto quanto diferente. Durante os desfiles, os Gilles levam cestos com laranjas para atirar no público como símbolo de boa sorte e quem as receber não poderá atirar de volta.

 

Rijeka – Croácia

carnaval

O Carnaval de Rijeka, uma pequena cidade costeira na Croácia, começa em janeiro e vai até final de fevereiro, contando com diversos eventos, como desfiles para crianças, bailes e muita diversão, como pista de karts e gelo.

 

Como é de se esperar da data comemorativa, lá também tem pessoas mascaradas, principalmente na rua Korzo.

 

O Zvončari (homem do badalo) é a principal figura do Carnaval na Croácia. Mascarado com peles de animais, ele percorre as ruas batendo pequenos sinos para afastar os maus espíritos.

 

Para dar início à festa, o prefeito de Rijeka entrega a chave simbólica da cidade para o maestro do Carnaval, tornando-se, assim, o novo comandante – apenas durante a comemoração. No mesmo dia acontece uma eleição, onde uma nova rainha é coroada. Todas as cidades em volta de Rijeka têm seus próprios eventos, e o rei e a rainha visitam a maioria delas.

 

A festa termina no domingo, antes da quarta-feira de Cinzas, com um grande desfile no centro da cidade.

 

Colónia – Alemanha

europa europa

O Carnaval na Colónia começa bem mais cedo do que em outros países do mundo. Com início em novembro, a data comemorativa é sinônimo de cerveja!

 

No entanto, a loucura mesmo começa na quinta-feira antes da terça de Carnaval. Neste dia acontece o chamado Weiberfastnacht – um evento onde as mulheres desfilam com máscaras – e, em seguida, há a abertura oficial da festa feita pelo trio Dreigestirn: o camponês, a virgem e o príncipe.

 

O evento oficial do Carnaval de Colónia é o Rosenmontag, que ocorre na segunda-feira. Trata-se de um desfile com carros alegóricos, músicas, cavalos e milhares de pessoas com máscaras, seja marchando ou assistindo. Nesse dia também flores e doces são atirados ao público, enquanto se grita “kamelle” (doce, em alemão).

 

No período da noite, a festa continua com muita cerveja.