A principal função do departamento é assistir e ajudar os cidadãos de seu país que estão no exterior

Antes de embarcar para o exterior, um check list se forma automaticamente na cabeça dos turistas. Documentos necessários, vacinação, câmbio, malas, roupas, roteiro, temperatura, entre tantas outras que variam de acordo com a necessidade de cada um. Mas, e quanto as questões geopolíticas do país que você visitará, você sabe qual é a relação dele com o Brasil? Ou a quem recorrer caso algum imprevisto aconteça?

 

Para que sua viagem ocorra da melhor forma possível e para que você saiba lidar com possíveis imprevistos, é importante que você tenha em mente alguns pontos esclarecidos.

 

Embaixada X Consulado

Primeiramente, é preciso saber que existe uma diferença entre Embaixada e Consulado e qual é essa diferença.

 

O Consulado do Brasil no exterior é o responsável pelas relações estabelecidas entre o Estado e a população, enquanto a Embaixada é a responsável por tratar das relações entre os dois Estados.

 

Ou seja, quando você está viajando e tem algum problema, como perda/furto de passaporte, ocorrências policiais, acidentes, catástrofes naturais, entre outros; deve procurar pelo Consulado brasileiro para conseguir a ajuda necessária do governo. Os consulados brasileiros têm plantões 24 horas disponíveis para o atendimento de emergências.

 

Caso sua cidade destino não conte com um, então você deve recorrer a Embaixada mais próxima a você, onde será atendido pelo setor consular, dentro da própria Embaixada. Em eleições presidenciais, os brasileiros podem votar mesmo de longe. Os Consulados e Embaixadas se preparam para isso; já nas votações estaduais e municipais, o brasileiro que estiver distante deverá justificar seu voto quando retornar.

 

No Portal Consular, site do governo, os viajantes podem se informar detalhadamente sobre como buscar ajuda no exterior em cada situação. Também é possível ver a lista completa de telefones dos Consulados e Embaixadas brasileiras ao redor do mundo.