Sabia que você pode economizar centenas de reais dependendo do momento em que você compra dólar, euro, ou qualquer moeda?

E mais: sabia que é possível criar uma estratégia para aumentar as chances de você comprar a moeda estrangeira na hora certa?

 

Vamos a um exemplo concreto, com dados reais. O dólar turismo estava em R$ 3,27 no dia 8 de novembro. Menos de um mês depois, em 2 de dezembro, já estava em R$ 3,59. Pode parecer que é uma diferença pequena, de apenas R$ 0,32. Mas quem comprou US$ 1.000 no momento de baixa gastou R$ 3.307. Já quem comprou na alta pagou R$ 3.631, ou seja, R$ 324 a mais!

 

Isso porque estamos simulando que a pessoa comprou apenas US$ 1.000. Já imaginou o que aconteceu com quem comprou US$ 2.000 ou, digamos, US$ 5.000? Veja na tabela abaixo.

 

[table id=19 /]

 

Ou seja, quem comprou US$ 5.000 em 8 de novembro economizou mais de R$ 1.600 em comparação com quem adquiriu a mesma quantia em 2 de dezembro. É claro que ninguém prevê o futuro, então não dá para saber com certeza o quanto o dólar ou qualquer moeda vai subir ou descer amanhã, e depois, e depois…

 

Porém, é possível aumentar as chances de comprar na hora certa e reduzir o risco de perda, caso a moeda estrangeira suba muito. Basta usar nossa ferramenta de alertas que avisa quando o dólar ou outra moeda cair ou subir até um determinado nível.

 

Para ficar mais fácil, montamos o passo a passo abaixo.

 

1. Defina quanto dinheiro comprar e estabeleça uma data limite

 

Em primeiro lugar, você precisa definir quanto vai comprar em moeda estrangeira – não importa se no cartão pré-pago ou em espécie. Temos um artigo que pode ajudar a definir quanto dinheiro levar em uma viagem internacional.

 

Também é necessário definir sua data limite: até que dia você está disposto a esperar pela melhor cotação? Nossa sugestão é que essa data seja três dias úteis antes da viagem. Na BeeCâmbio, entregamos o dinheiro em até um dia útil.
Depois preencha esses dados na ferramenta. Ela fica localizada na home do site, na coluna da esquerda, conforme a imagem abaixo. Também é necessário informar a cidade onde você quer receber o dinheiro, a moeda (dólar, euro etc) e a quantia que pretende comprar.

cotação

2. Escolha uma taxa menor que a atual

 

Por exemplo, se o dólar hoje estiver em R$ 3,50, peça para que a nossa ferramenta te avise caso a cotação chegue, digamos, a R$ 3,40. No dia em que a moeda americana chegar a esse valor, você será alertado por e-mail. Aí, basta entrar no site e fechar a compra.
Você vai economizar R$ 0,10 para cada dólar adquirido. Se pretende comprar US$ 1.500, terá uma economia de XX. São XX que você ganhou sem fazer nenhum tipo de esforço, somente preencher os dados na ferramenta.

 

“Ok, mas por que R$ 3,40, e não R$ 3,20 ou mesmo R$ 3,00?”

 

Bom, neste exemplo, pensamos em R$ 3,40 porque isso representa uma queda de 3% em relação à cotação inicial (R$ 3,50). Você tem que esperar uma queda realista. Se não, você vai ficar esperando uma cotação que não vai chegar nunca, e assim pode perder oportunidades.
Por que pensamos em 3%? Porque é muito difícil o câmbio cair mais do que isso em um período curto.

 

Em 2016, apenas nos meses de junho e de março o dólar turismo recuou mais do que 3%. Isso ocorreu por causa da votação do impeachment na Câmara e no Senado. Ou seja, foram momento excepcionais.

 

Na ferramenta, você vai marcar a caixinha onde está escrito “menor que”, e arrastar a seta até a cotação desejada, como no exemplo abaixo.

dolar

Veja que a ferramenta também dá a opção “maior que”. Falaremos disso no item 3 abaixo.

 

3. Escolha uma taxa máxima de tolerância

 

E se o dólar subir, em vez de cair? Qual é o valor máximo que você está disposto a pagar? É importante escolher uma taxa máxima de tolerância, especialmente se você está com o dinheiro contado. Procure saber a partir de quanto a sua viagem fica inviável. Por exemplo, você acredita que se o dólar passar de R$ 3,60 você não vai conseguir fazer os passeios que gostaria, ir aos restaurantes que deseja ou encontrar uma hospedagem bem localizada. O que fazer?

 

Simples: entre na ferramenta agora e peça para ser avisado assim que o dólar turismo chegar a, digamos, R$ 3,55 (lembre-se de que tem 1,1% de IOF). Quando o câmbio chegar a esse valor, cogite a possibilidade de comprar os dólares imediatamente.

 

Atenção aos riscos

 

É claro que sempre existe a chance de você comprar dólar ou euro em um dia e logo depois a cotação despencar. Faz parte. Quando o câmbio chegar ao nível que você quer, a decisão é sua. Você pode comprar tudo na hora para garantir – ou pode esperar mais, se estiver disposto a correr riscos. Da mesma forma, se a moeda estrangeira atingir o limite máximo que você pode pagar, é possível comprar tudo na hora e garantir que você vai conseguir viajar – ou pode esperar baixar um pouco, lembrando que existirá a chance de subir mais ainda. O objetivo da ferramenta não é fazer a mágica de informar se o dólar vai cair ou subir amanhã. E sim de alertar a você quando a moeda atinge determinadas cotações, de modo que você possa tomar a melhor decisão.

 

E então, já tem data marcada para a viagem? Já sabe quanto vai comprar em moeda estrangeira?

 

Agora é só preencher os dados na ferramenta de alertas para ser avisado quando o câmbio atingir uma cotação muito baixa ou muito alta. Esperamos que assim você consiga economizar e garantir uma viagem o mais confortável possível!