2017 foi um ano de surpresas! Confira todas as mudanças nas regras de viagem e fique por dentro para a sua próxima viagem.

Diversas alterações em leis e regras de viagem: passagens aéreas, passaportes e bagagens foram comunicadas pela ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) e pela Polícia Federal ao longo desses últimos 12 meses.

E como sabemos não foram poucas mudanças, para te ajudar a planejar uma viagem para o ano que vem sem nenhum problema, reunimos aqui todas elas. Não deixe de conferir cada uma com atenção!

O que mudou em 2017?

Informes da Campanha

Antes da compra da passagem aérea, toda companhia deve deixar em destaque para os clientes algumas informações, como por exemplo, o valor total de ida e volta com as taxas na moeda nacional, regras de cancelamento e contrato, informes sobre as conexões e as franquias de bagagem.

Correção de Nome

As correções de nomes em passagens aéreas só devem ser feitas pela companhia sem exigência de custos, caso o passageiro solicite a mudança até o momento do check-in.

Multa por cancelamento

Os valores das multas não podem ultrapassar os valores das passagens, todas as taxas aeroportuárias e internacionais devem ser reembolsadas para o passageiro, e todas as companhias aéreas devem oferecer passagens flexíveis com até 95% de desconto em caso de desistência

Desistência de Passagem

A desistência da compra só pode ser feita sem custo algum por parte do passageiro, caso ele solicite o cancelamento até 24 horas depois do recebimento do comprovante da passagem. A compra também deve ter sido realizada com mais de 7 dias de distância com relação a data de embarque.

Bagagem Despachada

As franquias de despache estão liberadas – o passageiro agora tem maior liberdade de escolha. Lembrando que cada companhia aérea está livre para decidir seus limites de peso e tamanho.

Bagagem de Mão

O limite mínimo de peso para bagagem de mão é de 5kg, e o máximo de 10kg.

Documentos para embarque

Para voos domésticos, é necessário a apresentação de um documento com foto, já para voos internacionais, exceto Argentina, Uruguai, Paraguai, Bolívia, Chile, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela, é necessário também o passaporte válido.

Valores na Bagagem

O passageiro deve informar ao transportador a quantia de moedas estrangeiras em sua mala despachada, caso isso exceda 1.131 DES, a empresa tem a liberdade de cobrar seguro neste caso.

Viagem de Volta

Caso o passageiro não embarque no voo de ida, sua passagem de volta só não será cancelada se o mesmo informar a presença até a data do check-in.

Passaporte

Segundo o governo federal, até o final de dezembro de 2017, alguns pontos da Polícia Federal não exigirão mais quitação militar, título de eleitor e comprovante de pagamento da taxa para solicitar um passaporte comum.

Prazo para Reembolso

A solicitação de reembolso referente à passagem aérea deve ser feita pelo passageiro em até 7 dias após a compra do ticket.