Já pensou em viajar para Nova York e ainda vivenciar uma experiência muito interessante e diferente? Conheça o Museu de História Natural em Nova York!

Se você já assistiu ou ouviu falar dos filmes da franquia “Uma Noite no Museu”, provavelmente também já imaginou passar uma noite num local como esse, igual o personagem principal. Bom, viemos aqui te falar que isso é possível e muito divertido!

 

Além de conseguir viver uma das experiências mais malucas e incríveis, também será possível proporcionar aos seus filhos momentos encantadores que é conhecer um pouco da história de nossa humanidade.

 

Alguns museus ao redor do mundo oferecem aos visitantes a oportunidade de passar uma noite dentro do museu! A programação varia de acordo com cada lugar, mas a ideia principal é que durante o período de visitação você admire as obras e antiguidades pelo tempo que desejar.

 

Museu de História Natural – Nova York

 

Fundado em 1869, o Museu Americano de História Natural (American Museum of Natural History), em Nova York, conta com uma enorme variedade de atrações distribuídas em mais de 50 ambientes e 5 andares. Considerado por muitos americanos o principal museu dos Estados Unidos, o local é ideal para os apaixonados por dinossauros. Logo na entrada é possível encontrar um T-Rex com aproximadamente 15 m de altura!

 

A localização do Museu de História Natural é excelente para turistas, pois fica bem ao lado do Central Park –  um dos pontos turísticos mais famosos da cidade. Para deixar tudo ainda mais interessante, grande parte das cenas do filme “Uma Noite no Museu” foi gravada ali.

 

Como o ambiente é muito grande, algumas vezes ao ano são realizadas festas do pijama realmente incríveis, onde é possível explorar tudo com tranquilidade. O projeto lembra bastante um acampamento escolar – as pessoas levam seus sacos de dormir em um local especial, o Hall of Ocean Life, sob uma baleia azul enorme.

 

O evento oferece às crianças de todas as idades diversas atividades interativas, passeios por todas as áreas do local, visitas às galerias e a exibição de um filme no IMAX. Já para os adultos, é servido um coquetel na recepção, banda ao vivo e um tempo livre para poder visitar as galerias.

 

Primeiro andar:

 

Com a impressão de estar debaixo do mar, o primeiro andar do museu é repleto de árvores da vida, exposições sobre a evolução e surgimento das novas espécies, além, é claro, da famosa baleia que fica pendurada no teto. Nesse ambiente também é possível ver Dioramas de Mamíferos – animais conservados por taxidermia, apresentados em seus habitats naturais, muito parecidos com a realidade.

 

Segundo andar:

 

Já no segundo andar, é possível encontrar um conservatório com mais de 500 borboletas – mas lembre-se, esse ambiente, em especial, só abre de outubro a maio. Lá tem o Asian Mammals, animais asiáticos que são conservados por taxidermia. Além disso, o segundo andar também conta com uma área especial para exposições sobre os povos africanos, aves do mundo inteiro e animais do México e América Central.

 

Terceiro andar:

 

Neste andar estão os primatas, anfíbios e répteis. Além disso, também tem a parte dos Índios das Planícies e Índios das Florestas do Leste – exposição que mostra como e onde esses povos viviam em sua época, quais ferramentas utilizavam, entre outras informações. A outra parte do andar é composta pela Exploração Espacial – exposição onde é possível conhecer um pouco mais sobre os planetas, sistema solar e o espaço sideral.

 

No terceiro andar tem o Hayden Planetarium, um planetário onde é possível assistir ao filme Journey to the Stars, que conta a história do Planeta Terra. As salas Earth and Planetary Sciences Halls e Rose Center for Earth and Space também são atrativos desse andar, pois conta a história do Universo com artigos e documentos da NASA.

 

Quarto andar:

 

O quarto andar é um dos mais preferidos pelo visitantes, uma vez que apresenta uma enorme coleção de dinossauros – capaz de impressionar tanto as crianças quanto os adultos. De primeira impressão, você pode pensar que tudo é feito de plástico. No entanto, ao ler as placas expostas com informações, você verá que grande parte dos ossos e fósseis são verdadeiros, sendo uma excelente oportunidade para aprender tudo sobre esses gigantes.

 

Com os esqueletos em tamanho real, a sensação é de estar vivendo naquela época. Além disso, esse andar serviu como boa parte dos cenários do filme “Uma Noite no Museu”. Lá também é possível encontrar uma biblioteca de pesquisa e animais primitivos conservados por taxidermia.

 

Lower Level:

 

Localizado abaixo do primeiro andar do museu, o Lower Level é composto por uma praça de alimentação – com diversas opções de comidas – o Hall of the Universe e uma loja repleta de lembrancinhas do museu que remetem ao espaço e à Terra. Além de ser uma oportunidade de agradar as crianças, também será ideal para ter em casa recordações dessa experiência em Nova York.