Brasil é o segundo país com maior número de estudantes na Austrália


nm

A Austrália é um dos destinos mais cobiçados pelos brasileiros que desejam imigrar. Talvez pelo clima semelhante ao Brasil, talvez pelas praias paradisíacas. Mas, com certeza, a receptividade do povo australiano e a estabilidade do país, bem como as milhares de oportunidades de emprego (taxa de desemprego em torno de 5%) e a economia crescente também colaboram para o aumento deste desejo.

 

Há várias maneiras de atingir este objetivo. Ir inicialmente como estudante é uma das opções mais comuns entre os brasileiros.

 

Segundo a pesquisa do English Australia e DET, o Brasil é o segundo país com maior número de estudantes na Austrália, atrás apenas da China. Este número aumentou em 8,1% de 2015 para 2016.

 

Então, vamos lá: para atingir este objetivo, você deverá ficar atento aos itens abaixo:

 

Em primeiro lugar, é importante escolher o curso correto. Para que um curso seja registrado pelo governo australiano, é necessário que seja ministrado por uma instituição de ensino australiana autorizada a receber estudantes estrangeiros e registrada no CRICOS. Somente estas escolas poderão emitir o COE (confirmação de matrícula). O COE é imprescindível para poder aplicar para o visto de estudante.

 

Você deverá estudar no mínimo por 3 meses e 21 horas por semana e deverá manter uma frequência aceitável pela instituição, bem como progredir suficientemente em cada período de estudos. A instituição informará ao Departamento qualquer advertência nesses requisitos.

 

Caso ainda não fale inglês fluentemente, sugerimos que se inscreva em uma escola de inglês. Pois, sem dominar o idioma, será muito difícil arrumar um emprego ou se inscrever em cursos superiores.

 

O estudante poderá trabalhar até 20 horas semanais enquanto o curso estiver em andamento. Quando o curso não estiver em andamento poderá trabalhar sem limite de horas. Os dependentes poderão igualmente trabalhar 20 horas por semana (com exceção dos dependentes dos estudantes de mestrado, que não têm limite de horas para trabalhar).

 

Se o dependente tem idade escolar (entre 5 e 18 anos) e você pretende permanecer na Austrália por mais de 3 meses, será necessário matriculá-lo em uma escola australiana.

 

Venha conversar conosco! Temos parceria com as melhores instituições na Austrália, para que o seu projeto seja um sucesso!

 

Para mais informações sobre intercâmbio acesse: NMintercambios.com.br/nm/

 

Telefone: 11 5531 3611

Celular: 11 99112 9977

E-mail: info@nmintercambios.com.br

Skype: monicamandil