Preservando templos e tumbas, Petra, localizada no sul da Jordânia, é uma mistura de paisagens misteriosas e exuberantes.

A cidade abriga um sítio arqueológico muito rico e também pode ser chamada de “Cidade Rosa”, graças à cor das pedras locais. Desde 1985, a UNESCO registrou essa maravilha como patrimônio mundial, já que é uma das regiões mais lindas e mais visitadas de todo o país.

O que fazer em Petra?

As ruínas de Petra só se tornaram famosas em 1812, quando Johann Ludwig Burckhardt, explorador suíço, as descobriu disfarçado de árabe.

Hoje, o local abriga diversas barraquinhas de artesãos nativos que vendem bijuterias e artigos para decoração.

Além das compras, você também pode fazer uma caminhada da cidade até o Al Khazneh, o tesouro da região. Ao longo do trajeto, vão aparecer diversos teatros, templos, cavernas, tumbas e igrejas para se visitar. Caso você fique cansado, contrate um camelo ou burro para te carregar.

Dicas: O que preciso saber sobre a cidade?

#1 – Se você é um viajante que prefere climas mais amenos, viaje para Petra em épocas de primavera ou outono, pois no verão é extremamente quente!

#2 – Para chegar na região existem dois aeroportos: o Aqaba e o Amã. Após se acomodar, a dica é que você não fique parado e sim, aproveite ao máximo todos os passeios.

#3 – Durante o dia, não esqueça de carregar seus óculos de sol, chapéu/boné e muita água! Como nessa região costuma esfriar à noite, leve consigo sempre alguns casacos também.

#4 – E para não correr o risco de errar, a moeda local é o Dinar Jordaniano.

Não deixe de visitar esse lugar incrível. Você vai se apaixonar! <3